Caraguatatuba / SP - terça-feira, 22 de maio de 2018

Vetorcardiograma de Alta Resoulção

O eletrocardiograma registra a projeção dos sinais elétricos do coração em dois planos - frontal e horizontal.O vectorcardiograma tridimensional computadorizado gera a imagem tridimensional do campo elétrico do coração. A partir das projeções dos sinais elétricos do coração em tres planos ortogonais (frontal - horizontal e perfil - sagital). Um moderníssimo sistema de computação gráfica (CAD CAM)  possibilita girar a imagem espacial em qualquer posição, facilitando a visualização e revelando importantes informações. Nosso equipamento é o mesmo aprovado e utilizado pela NASA nos exames dos astronautas.  Cardiax System. 

O eletrocardiograma é uma metodologia que hoje encontra-se em caráter obrigatório como parte da consulta e avaliação cardiológica.           O eletrocardiograma convencional estuda a atividade elétrica do coração, em dois planos o frontal (derivações DI, DII, DIII, aVR, aVL e aVF) e horizontal V1, V2, V3, V4, V5 e V6. Para tal utiliza um galvanômetro que mede a diferença de potencial em um único canal de forma seqüencial e não simultânea).                  Como o eletrocardiograma convencional representa projeções do campo elétrico espacial do coração, no passado passamos a estudar o vectorcardiograma para poder compreender como se processava a ativação elétrica do coração e entender as projeções do eletrocardiograma.          Para tal utilizávamos um sistema de monitores de raios catódios, posicionando eletrodos em pontos ortogonais (sistema do cubo de Grishman (sistema de Frank), que permitia a correlação com a geometria analítica e descritiva. Estudávamos a projeção nos planos frontal, horizontal e sagital (perfil). As imagens eram fotografadas e estudadas em papel fotográfico. Podíamos obter as projeções do eletrocardiograma convencionais por fórmulas matemáticas.  No entanto não tínhamos a possibilidade de reproduzir o campo elétrico do coração em forma espacial, apenas o imaginávamos devido a limitação tecnológica da época.           Com o advento da computação gráfica (baseada na trigonometria, geometria analítica e calculo diferencial e integra) surgiram os programas de autocad, na prática utilizada na engenharia em estudos e projetos diversos, como engrenagens, veículos aquáticos, terrestres, aéreos e espaciais, estudando-os em todos os ângulos. Isto possibilitou grandes progressos da ciência.           No território da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, mais especificamente na Hungria, médicos e engenheiros desenvolveram um equipamento que registra o eletrocardiograma digital, em 12 canais simultâneos, com opção da análise espectral das medianas e tendências, permitindo com a alta resolução (mil amostragens por segundo), as probabilidades de risco imediato, permitindo a prevenção dos eventos de risco.          Além disso o equipamento registra o vectorcardiograma tridimensional. Desta forma além das projeções frontal, horizontal e sagital a análise da corrente elétrica que antecede a perfusão miocárdica em qualquer ângulo, pois trabalha com o  sistema semelhante ao autocad. O fenômeno elétrico precede o mecânico e depende da integridade celular. Permite também o armazenamento e processamento dos sinais biológicos, podendo ser acoplado a qualquer computador IBM PC compatível.          Tal equipamento está sendo utilizado pela NASA (Houston Texas) com eficiência em cooperação com a empresa Cardiax Imed, comforme documentação anexa.          Esta tecnologia que oferece excelente relação custo benefício está disponível em meu consultório podendo ter este benefício extendido aos demais beneficiários da rêde municipal de saúde. .          O manual de cardiologia do prof. Braunwald (obra de referencia mundial em cardiologia), cita a superioridade da metodologia principalmente nas patologias do ventrículo direito e no diagnóstico de alguns casos de infarto e isquemia miocardica impossíveis de serem diagnosticados com a eletrocardiografia convencional.                    É de meu interesse possibilitar a meus pacientes as maiores chances possíveis de oferecer maior qualidade e expectativa de vida, não podendo ter cerceada a liberdade de oferecer o melhor, além do que diminuindo a necessidade de realização de exames mais caros bem como a complicação de inúmeros casos, o que conseqüentemente diminui custos.          Diversas publicações internacionais afirmam que a análise do ECG e VCG de alta resolução facilitam a detecção da atividade elétrica de específicos fragmentos do músculo cardíaco o que possibilita um grande desenvolvimento como método diagnóstico que permite o controle da eficiência do tratamento do músculo cardíaco isquêmico.           Dentre os estudos coordenados durante vários anos pelo Instituto de Física da Polônia (AMU), em cooperação com  Hospitais Universitários, no projeto PECO’93, a associação entre o ECG-VCG de alta resolução em estudo multicêntrico de 2000 pacientes sofrendo de diversas doenças do músculo cardíaco foi feita. No início dos estudos foram analizados sinais de ECG imediatamente após infarto do miocárdio de diferentes localizações, um grupo em tratamento de doença coronariana e um grupo que tinha tido infarto do miocárdio. O ECG convencional dos dois grupos não revelava alterações significativas, enquanto a análise computadorizada revelava mudanças significativas no VCG de alta resolução. Um outro grupo de pacientes estudados na população entre 30 e 60 anos de idade apresentando dores e desconforto associados ao funcionamento do músculo cardíaco, fizeram ECG convencional, Teste Ergométrico e ecocardiograma , todos sem alterações significativas nos exames. Na maioria dos casos o vetorcardiograma de alta resolução revelou tanto propagações atípicas da despolarização dos vetores quanto a diminuição da amplitude de partes localizadas do músculo cardíaco. Foram feitas cintilografia miocárdica com isótopos radioativos (SPECT) cujos resultados plenamente confirmaram o diagnóstico pelo vectorcardiograma. Uma outra aplicação relatada tem sido a utilização do VCG AR na monitorização da eficiência do tratamento da isquemia micárdida, possibilitanto a melhor escolha da terapia individual. Os estudos preliminares confirmam plenamente a aplicação do VCG AR com real benefício dos pacientes. Demonstrou-se a possibilidade de detecção e monitorização das mudanças na amplitude de despolarização de diversos segmentos do músculo cardíaco, enquanto que o ECG convencional, o ECG de esforço e o ecocardiograma permaneceram sem alterações. Conclusões.:1.    A aplicação do ECG e VCG de alta resolução permitem a detecção precoce da s alterações do miocárdio.2.    O VCG AR permite uma análise rápida e não invasiva de baixo custo na confirmação do infarto do miocárdio e determina a localização do processo em pessoas cujo ECG convencional, ECG de esforço e ecocardiograma não revelam mudanças.3.    O VCG AR permite um rápido, não invasivo e barato estudo das mudanças da amplitude de despolarização relacionadas com o emprego de diversos medicamentos na isquemia miocárdica. 4.    A sensibilidade do VCG AR é comparável com a coronariografia e a tomografia com a emissão de positrons, enquanto que possibilita adicionalmente a dinâmica da onda de despolarização durante um simples ciclo cardíaco.

Trabalho disponível na internet endereço: http:// www.staff.amu.edu.pl/~rku/vector.html.

         Para tal disponibilizando nossos recursos a população, estaremos contribuindo para melhor atender a nossos concidadãos.          Referencias1.       Max J., Methodes et techniques de traitement du signal et applications aux mesures physiques. Masson, Paris 1981. 2.       Hedberg A., Ehrenberg A., Resolution enhancement of ESR spectra from irradiated single crystals of glycine. J. Chem.Phys. 1968; 48: 4822-28. 3.       Koper A., Krzyminiewski R., Analysis of resonance excitations by linear transformation technique theory. Acta Magnetica II 1985; 3-23. 4.       Masiakowski J., Krzyminiewski R., Pietrzak J., EPR study of free radicals structure and conformation in pyridoxine hydrochloride single crystal. Chem.Phys.Lett. 1985; 116: 387-391. 5.       Atherton N.M., Crossland W.A., A single-crystal ENDOR study of gamma-irradiated pyridoxine hydrochloride. J.Chem.Soc.Faraday Trans. I 1987; 83: 37-42. 6.       Krzyminiewski R., Proc.XV Conf.Radio and Microwave Spectroscopy RAMIS'93, str.36, 1993. 7.       Krzyminiewski R., Computer enhancement of complex spectroscopic spectra resolution. Mol.Phys.Reports 6,174 (1994). 8.       Lundin P., Eriksson S.V., Strandberg L. Rehnqvist N., Prognostic information from on-line vectorcardiography in acute myocardial infarction, Am.J.Cardiol., 74, 1103 (1994). 9.       R.Krzyminiewski, S.O¿egowski, M.Wierzchowiecki, K.Poprawski, The Advantages of Numerical Analysis of Electrocardiographical Recording in Diagnosis of the Cardiac Muscle Infrarction, Physica Medica Vol. XII, No3, 182 (1996). 10.    R.Krzyminiewski, G.Panek, R.Stêpieñ, High-Resolution Vectocardiogram in Diagnostics of the Cardiac Muscle Ischaemia, Physica Medica Vol.XV No.3, 345 (1999). 11.    R.Krzyminiewski, D.Lemañski, M.Ostafin and B.Nogaj, Analysis of the Electrocardiographic Records by the Maximum Entropy Method, Physica Medica Vol.XV No.3, 431 (1999). 12.    R.Krzyminiewski, G.Panek, A.Stêpieñ, R.Stêpieñ, I.Piszczek, High-resolution Vectorcardiograms in the Diagnosis of Myocardial Ischaemia, Polish Journal of Medical Physics and Engineering, Vol. 5, No 1(15), pp. 1-9 (1999). R.Krzyminiewski, G.Panek, R.Stêpieñ, Correlation of Results of Coronarographic, SPECT Examination and High-resolution Vectorcardiography, European Medical & Biological Engineering & Computing, Volume 37, Supplement 2 p.514-515 (1999).            Dr. Paulo César Diniz         Médico Cardiologista.         

Faça o agendamento de suas consultas online. Clique ao lado para ver os horários disponíveis.

Marcar consulta